quinta-feira, 29 de maio de 2008

" the violation of the humanity "

A Violação da Humanidade Mistura de tristeza, desespero e sofrimento, Violando a alma, e o coração… Coração que apenas sofre a cada momento, Que trás infelicidade, ausência de emoção… O sofrimento percorre o corpo e o espírito rapidamente, Num vazio profundo que parece não terminar. Tantos pensamentos voam na mente, E, esta dor que não pára de torturar! Solidão presente, assim como um desespero duro, Tudo deixa de ter sentido, coerência! Apenas o frio e a ausência têm margem… Sobre a vida abate-se este pranto escuro, Fica apenas a frase em persistência: “Pai, perdoa-lhes, porque não saber o que fazem!” Cátia Rodrigues

Um comentário:

Hermínia Nadais disse...

Pena que só hoje tenha chegado a este espaço de sonho marejado de loucura pela arte e pelo amor à vida de uma encantadora jovem na flor da mocidade.
No silêncio do meu cantinho... a beleza das cores e palavras assistida pela beleza da música toca muito mais fundo. Acredita que sorverei calmamente todas elas... aos pouquinhos... conforme o tempo me deixar.
Perco-me no mar de cor e luz que as tuas pinturas oferecem, mas esta é... sem sombra de dúvida... a minha tela preferida.
Desejo-te e peço para ti o melhor do mundo.
Bjitos, Hermínia